Restaurante: Casa Paloma

Sabe aquele restaurante que vem sempre à cabeça quando alguém te pergunta onde comer em Barcelona? Pois é, a Casa Paloma é esse restaurante. Sei que sempre vou ser bem atendida, a comida vai estar correta e o ambiente bacana.
A Casa Paloma é um restaurante especializado em carnes. O prato estrela pra mim é o steak tartar, mas não posso deixar de sugerir a salada caesar, uma verdadeira delícia, super bem temperada.
Vai lá conferir!
http://www.casapaloma.es

Anúncios

Restaurante italiano em Barcelona: Xemei

O melhor restaurante italiano de Barna, comandado pelos queridos gêmeos Max e Stefano.
Cozinha de qualidade, produtos frescos, massa impecável e um ambiente super cool! Quem estiver em Barcelona não pode perder! xemei.es

Meus pratos preferidos:
Burrata
Zamburiña (uma espécie de vieira)
Bigoli em salsa (uma pasta caseira com anchovas e cebola)
e o Tiramisú

IMG_4684

IMG_4680

IMG_4686

Receita de Escalibada

Hoje começo um ciclo de receitas tradicionais da Espanha!! A receita de hoje é escalibada, um prato típico da região da Catalunha, Valencia e Aragon. É um prato baixo em calorias e muito rico em fibras. Pode servir tanto de acompanhamento como de aperitivo.

Receita super, mega simples de fazer.

teresa carles – vegetariano em Barcelona

Dia desses conheci um restaurante vegetariano delicioso no Raval – bairro que fica no centro de Barcelona, conhecido popularmente como bairro chinês. No Raval, convivem, hoje em dia, pessoas vindas de vários países e culturas. Nas suas ruas, podem ser vistos comércios e restaurantes de todas nacionalidades, sobretudo na parte alta do bairro. E é alí entre a rua Pelai e Tallers, que se encontra este agradável restaurante vegetariano, onde se pode desfrutar de uma comida super saudável e saborosa. Os produtos são todos frescos, e a preparação é a mais natural possível. Eu pedi uma salada de queijo de cabra e um ceviche que recomendo porque estava tudo muito gostoso. E olha que comer uma comida vegetariana com sabor, não é muito fácil, hein!

Certeza que voltarei mais vezes e será meu ponto de encontro, já que o restaurante não fecha entre o almoço e jantar – coisa rara aqui na terrinha da famosa “siesta”. A carta nesse horário, é mais reduzida, mas não menos saborosa. O valor está equilibrado com a qualidade dos produtos, o ambiente super aconchegante e acolhedor- crianças são bem-vindas!

Se tiverem a oportunidade de conhecer o restaurante não deixem de ir!

Imagem

Imagem

Imagem

* teresa carles

Calle  Jovellanos, 2  (Pelai – Tallers)

preço médio por pessoa:  25,00 euros

Barcelona

Restaurante em Amsterdam – Groene Lanteerne

Toda vez que viajamos para algum lugar novo, sempre nos informamos antes quais são os restaurantes mais bacanas, autênticos e que não sejam o típico “restau” de turista. Só que dessa vez a resposta era quase sempre a mesma: – não tem lugar muito bom para comer em Amsterdam, eles não possui muita cultura gastronômica, o holandês não gasta muito com comida… e por aí vai.
Foi quando entrei no blog da Cris Beltrão e vi que ela havia estado em Amsterdam em abril desse ano e fez uma matéria de um bistrô que me chamou a atenção pela vasta carta de vinhos que tinha, pensei: se a comida não for boa, pelo menos beberemos bem.
Chegamos ao local, uma portinha bem pequena, passei por ela 2 vezes antes de entender que alí era o restaurante. Entramos e já fomos super bem recebidos pela querida Yvonne, que cuida do salão e é a “mulher do chef” Roberto – só os dois trabalham no restaurante. Éramos os únicos clientes da noite, a princípio fiquei um pouco com medo de não ter mais ninguém jantando alí, pensei que havía entrado em uma furada, mas logo depois me dei conta de que foi um privilégio ter um jantar romântico no restaurante só para a gente. E tanto o Roberto quanto a Yvonne nos deixaram super a vontade, conversamos bastante com eles, nos divertimos e o melhor de tudo: comemos e bebemos super bem.
A comida é estilo francês, produtos de temporada e com muito sabor.
Provamos primeiro as vieiras salteados com molho de laranja e açafrão – delícia. Depois a lagosta azul com molho Beurre blanc (manteiga, vinho branco e chalota) e espinafre – foi o meu prato preferido. E para terminar comemos um cordeiro com molho de vinho tinto.
A comida estava super saborosa, mas o que mais gostei foram os vinhos. Começamos com um vinho branco alemão: Van Volxem, Goldberg, riesling, 2008. Vinho branco seco, mineral e com um sabor de pêssego. Depois partimos para o vinho tinto: Bellefont – Belcier 1995 – Bordeaux com cor de ameixa intenso, pouco ácido e denso. Sucesso total o vinho tinto!
Minha pontuação geral do restaurante foi 8,5. A do Sergio foi 7,5.
O preço é um pouco alto, mas vale a pena.

O restaurante só para a gente!

O restaurante só para a gente!

Noite mais que especial com o marido.

Noite mais que especial com o marido.

O vinho branco.

O vinho branco.

Lagosta azul

Lagosta azul

Vinho tinto.

Vinho tinto.

Cordeiro.

Cordeiro.

O chef Roberto batendo papo com a gente.

O chef Roberto batendo papo com a gente.

DE GROENE LANTEERNE
http://www.winetrade.nl
Haarlemmerstraat 43
1013 EJ Amsterdam
00 31 (0)20 624.1952

Cromosoma 5

15202_384261934986014_1838370241_n-2

Hoje não vou falar de comida, vou falar de um documentário que vi e que me emocionou muito pela verdade e amor de uma história difícil, dura, mas ao mesmo tempo bela e transformadora.

Cromasoma 5, é um documentário que narra de forma primorosa a vida de Andrea, uma menina que nasceu prematura e faltando um pedacinho do cromossoma 5, o que causa transtornos mentais e motores. Mas o filme é muito mais que isso, ele fala de amor, de perda e de encontro – ele fala de vida e suas diferenças.

Aqui nesse link abaixo pode-se ver o filme. Eu me transformei depois de assistir, algo mudou dentro de mim.
http://www.rtve.es/cromosomacinco/